O projeto reunirá em uma grande área central da cidade, cerca de 36 mil metros quadrados, nas encostas que formam um vale unindo a parte central e histórica da cidade à nova área residencial que vem crescendo em Cunha. Nessa área, hoje uma área de vegetação ciliar preservada poderá ser implantado esse imenso parque temático que reunirá várias atividades inerentes à produção da cerâmica e à valorização da técnica como manifestação artística. Assim teremos um núcleo educativo, voltado tanto para formação de novos ceramistas como para incrementar o conhecimento dos ceramistas tradicionais com eventos tipo seminários, work-shops, palestras e cursos, nas mais diversas frentes tecnológicas ligadas ao fazer da cerâmica. Um núcleo museológico que se preocupará em classificar e a catalogar a produção cerâmica de Cunha; um núcleo de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias e novos produtos para subsidiar a criação artística; um núcleo de design para buscar continuamente novas tendências e aplicá-las ao segmento da cerâmica artística. Um núcleo de desenvolvimento comercial para incrementar os canais de distribuição da produção local, inclusive voltado à exportação tanto buscando a valorização do artista como a valorização do resultado do trabalho artístico, o produto cerâmico, utilitário ou escultural. Tudo isso permeado por caminhos que percorrerão a imensa e belíssima área verde do conjunto, totalmente tratado paisagisticamente com uma grande área de estacionamento que facilitará a visita dos turistas e usuários do parque.

A produção artística de cerâmica de Cunha já atingiu um grau de maturidade e sofisticação que permite que seus artistas exponham regularmente suas produções em seus ateliês na cidade, como também abre perspectivas onde esses artistas são convidados a realizarem exposições nos grandes centros urbanos brasileiros e internacionais. Mas muito ainda precisa ser feito para consolidar o cenário artístico de Cunha, centrado no mundo da cerâmica de autor, e este caminho passará, com certeza, pela criação do Parque Cultural da Cerâmica de Cunha, uma iniciativa do Instituto Cultural da Cerâmica de Cunha, entidade que reúne os apaixonados por cerâmica – ceramistas ou não – e que através da união dessas pessoas, abres-se um novo horizonte para a a cidade, consolidando a importância dos ceramistas e o papel da entidade.

Para conhecer mais sobre o projeto, clique aqui.